Massa anuncia saída de equipe após fim da temporada da Fórmula E

A experiência de Felipe Massa na Fórmula E pode ter chegado ao fim. Após a prova desta quinta-feira (13), em Berlim (Alemanha), que encerrou a temporada 2019/2020 da categoria de carros elétricos, ele anunciou a saída da equipe Venturi. O brasileiro, que tinha opção de renovar contrato com a escuderia monegasca por mais um ano, terminou a corrida em 16º, tendo largado cinco posições à frente.

“As duas últimas temporadas foram de aprendizado para todos nós e, infelizmente, por vários motivos não alcançamos o que esperávamos. Apesar disso, foi muito divertido e desejo à equipe nada além de muita sorte para o futuro”, disse Massa, em nota. “Deixamos boas memórias em conjunto e isso me deu a oportunidade de aprender algo completamente diferente do que estou acostumado, então, antes de tudo, quero agradecer ao Gildo [Pastor, presidente da Venturi] e a Susie [Wolff, diretora da equipe] por sua confiança em mim”, completou.

Vice-campeão da Fórmula 1 em 2008, o brasileiro deixa a Venturi após 24 corridas, chegando oito vezes entre os 10 primeiros, na zona de pontuação. Os melhores resultados vieram na temporada passada, quando obteve um terceiro lugar em Mônaco, casa da agora ex-equipe, e somou 36 pontos em 13 etapas, ficando em 15º lugar. Na edição 2019/2020 ele acumulou apenas três pontos em 11 provas, terminando o campeonato em 22º.

“O Felipe nos trouxe muito. Ter alguém com seu perfil, calibre e experiência ajudou muito a impulsionar a equipe. Tenho muito respeito pelo Felipe. Foi uma alegria trabalhar com ele novamente e desejo a ele o melhor para o futuro”, declarou Susie Wolff em comunicado divulgado pela Venturi.

Fim de temporada

A prova desta quinta-feira foi vencida pelo belga Stefan Vandoorne, da Mercedes. O resultado garantiu a ele o vice-campeonato de pilotos. O título da temporada, assegurado no último domingo (9), ficou com o português Antônio Félix da Costa, da Techeetah.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

The last race highlights of the season! 60 seconds of magic from Round 11 of the #BerlinEPrix #SeasonSixFinale

Uma publicação compartilhada por ABB Formula E (@fiaformulae) em 13 de Ago, 2020 às 12:11 PDT

O holandês Nick de Vries, também da Mercedes, e o suíço Sébastien Buemi, da Nissan, completaram o pódio da última das seis corridas no aeroporto de Tempelhof, em Berlim. O brasileiro Lucas Di Grassi, que lutava pelo segundo lugar na classificação geral, largou em 10º e encerrou a corrida em sexto, mesma posição em que terminou o campeonato, somando 77 pontos. Melhor do país no grid de largada, ao sair em nono, Sérgio Sette Câmara, da Dragon, despediu-se da temporada de estreia na Fórmula E com um 19º lugar, sem pontuar.

A categoria havia sido interrompida em março, após quatro corridas, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). A maratona em Berlim, com seis etapas em nove dias, foi a saída encontrada para concluir a temporada. A competição foi disputada com portões fechados e, segundo a categoria, com “rigorosas medidas de segurança”.

Veja a classificação final de pilotos e construtores da temporada 2019/2020 da Fórmula E.

Fonte/Créditos: Agencia Brasil